Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub
secaseca | s. f.
secaseca | s. f. | s. 2 g.
3ª pess. sing. pres. ind. de secarsecar
2ª pess. sing. imp. de secarsecar
fem. sing. de secoseco
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

se·ca |ê| se·ca |ê| 2
(feminino de seco)
substantivo feminino

1. [Regionalismo]   [Regionalismo]  Bofetada ou pancada sonora.

2. [Brasil]   [Brasil]  Tísica.

Confrontar: ceca.

se·ca |é| se·ca |é| 1
(derivação regressiva de secar)
substantivo feminino

1. Acto de pôr a secar ou a enxugar. = SECAGEM

2. Falta de chuva. = ESTIAGEM

3. Dessecação de planta, por efeito de variações repentinas da atmosfera.

4. [Popular]   [Popular]  Inverno longo e rigoroso.

5. [Informal]   [Informal]  Coisa ou situação aborrecida, entediante. = ESTOPADA, IMPERTINÊNCIA, MAÇADA

substantivo de dois géneros

6. [Informal]   [Informal]  Pessoa maçadora, importuna.

Confrontar: ceca.

se·car se·car - ConjugarConjugar
(latim sicco, -are)
verbo transitivo

1. Fazer evaporar a água ou a humidade de. = DESSECAR, ENXUGARMOLHAR

2. Esgotar, estancar.

3. [Marinha]   [Marinha]  Ferrar.

4. [Marinha]   [Marinha]  Pôr (embarcação) em seco.

verbo transitivo e intransitivo

5. Tornar ou ficar murcho ou pouco viçoso. = DESSECAR, MURCHARVIÇAR

6. Tirar ou perder a energia. = MURCHARVIÇAR

7. Fazer parar ou parar.

8. [Informal]   [Informal]  Deixar ou ficar aborrecido ou importunado. = ABORRECER, CHATEAR, ENTEDIARENTUSIASMAR

verbo intransitivo e pronominal

9. Perder a humidade; tornar-se seco. = DESSECAR

10. Deixar de correr ou de lançar de si (ex.: a fonte secou).

11. Esgotar-se; estancar-se.

12. Evaporar-se.

13. Sumir-se; mirrar-se.

14. Endurecer em contacto com o ar (ex.: a tinta ainda não secou).

verbo intransitivo

15. [Informal]   [Informal]  Esperar até cansar.


se·co |ê| se·co |ê|
(latim siccus, -a, -um, seco, magro, sadio, sóbrio, insensível)
adjectivo
adjetivo

1. Que não tem água ou humidade. = ENXUTOHÚMIDO, MOLHADO

2. A que foi retirada a humidade.

3. Sem vegetação. = ÁRIDO, DESÉRTICOFÉRTIL

4. Que perdeu o viço. = MURCHO, RESSEQUIDO

5. Que não tem muita gordura. = DESCARNADO, MAGRO

6. Que é de poucas palavras; que não demonstra afecto. = ÁSPERO, DESCORTÊSAMÁVEL

7. Que se não comove. = INSENSÍVEL, RUDE, SEVEROSENSÍVEL

8. Que não tem ornamentos (ex.: notícia seca).

9. [Informal]   [Informal]  Que está esgotado ou despejado.

10. Que é áspero e curto, sem ressonância (ex.: ruído seco).

11. Sem suavidade (falando-se de obras de arte).

substantivo masculino

12. Baixio de areia que a vazante deixa a descoberto.

13. Lugar sem água.


secos
substantivo masculino plural

14. [Brasil]   [Brasil]  Conjunto de géneros alimentares sólidos ou secos que se vendem geralmente em mercearias e outras lojas de retalho, por oposição aos molhados.


secos e molhados
Conjunto de géneros alimentares sólidos e líquidos que se vendem geralmente nas mercearias e em outras lojas de retalho.

Tipo de comércio a retalho em que se vende esse conjunto de géneros alimentares.

Confrontar: ceco.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "seca" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Plural de adjectivos compostos: como se diz - olhos verdes-claros, olhos verde-claros ou olhos verdes-claro? As opiniões divergem muito mas pela lógica (e também pela quantidade de falantes de português que assim o dizem) seria: olhos verdes, olhos claros, logo olhos verdes-claros (os adjectivos têm que concordar com os nomes não é assim?).
De acordo com a Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Lindley Cintra e Celso Cunha, nos adjectivos compostos apenas o segundo elemento varia em género e número. Assim sendo, o plural do adjectivo verde-claro deverá ser verde-claros (ex.: olhos verde-claros), tal como o plural do adjectivo azul-escuro deverá ser azul-escuros (ex.: saias azul-escuras). São excepção à regra acima a palavra surdo-mudo, cuja flexão é aplicada em ambos os elementos (surdos-mudos, surda-muda, surdos-mudos) e os adjectivos referentes a cores quando o segundo elemento é um substantivo (ex.: saia amarelo-ouro / saias amarelo-ouro). É ainda de salientar que as indicações acima não se aplicam quando se trata de um substantivo composto, pois nesse caso o plural é formado aplicando a flexão em ambos os elementos (ex.: o pintor usou vários verdes-claros).

Esta é, em geral, a regra preconizada pelas obras de referência da língua portuguesa que fazem o registo do plural das palavras compostas, nomeadamente o Vocabulário da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa e o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa.



Qual é o feminino de maestro?
O feminino de maestro é maestrina.
pub

Palavra do dia

fun·cha·len·se fun·cha·len·se
(Funchal, topónimo + -ense)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Relativo à cidade ou ao concelho do Funchal, no arquipélago da Madeira.

substantivo de dois géneros

2. Natural da cidade do Funchal.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/seca [consultado em 21-08-2018]